ondamarela

Tremor2021

O nosso projecto com a ASISM no Tremor deste ano contou com a participação de elementos da Associação Escolinhas da Vila, Associação Desportiva de Vila Franca e Grupo de Cantares e Serenatas de Vila Franca do Campo. Este abraço da Ana à Lúcia fica aqui como símbolo de todos os outros abraços que este projecto deu, sugeriu, prometeu ou traduziu.

Foi muito bonito e intenso e achamos que isso se nota nestas fotografias da magnífica Vera Marmelo.

Ficarão todos no nosso coração.
Obrigado

Aldear – Freixo

ler mais

No passado dia 3 de Julho apresentámos o resultado de quase dois meses de visitas, encontros, conversas, ensaios e criação com as gentes do Freixo, Marco de Canaveses.

Foram dias de intensa partilha, de muita aprendizagem, de amor, de sentimento de nós. Um Aldear partilhado com a Marina Palácio e com as Visões Úteis, sempre com o apoio do José Gonçalves e da Bússola, imaginado pelo Luis Sousa Ferreira para todo o território da CIM do Tâmega e Sousa. O registo fotográfico foi feito pelo incrível João Roldão.
Uma criação feita a vários braços, que se abriram a outros braços culminando num espectáculo que cartografou a memória, o tempo e, sobretudo, o amor.
Só possível pela participação dedicada, comprometida e inspiradora da Associação Amigos Tongobriga, da Escola Profissional de Arqueologia e da Universidade Sénior de Marco de Canaveses-USMC e ainda da Dª Angélica, alma e símbolo deste lugar.
Um obrigado especial aos nossos companheiros António Serginho Lima, Miguel Ramos, Rita Sampaio, Manuel Dos Reis.

Orquestra ACT no Museu Nacional Soares dos Reis

Há aplausos que significam mais que aplausos. Significam inícios e fins, alegrias e frustrações, choros e sorrisos. Obrigado a todos. #orquestraAct #aprendercomtodos

Artigo da ondamarela

A ondamarela integra o grupo de pessoas e entidades que contribuem com artigos para o primeiro número da revista Guimarães C Visível.
Com o título “Sentimento de Nós”, o artigo aborda a mediação cultural e a nossa perspectiva acerca deste trabalho e acompanha fotos lindas dos nossos Pedro Sardinha, Sara Fernandes e Paulo Pimenta.

Concerto da Orquestra ACT

Estudar Aqui!, é uma exposição de fotografia que pode ser visitada até 4 de Julho, no Museu Nacional Soares dos Reis, com imagens de Paulo Pimenta e dos jovens estudantes da EB23 Dr. Leonardo Coimbra, no Porto. Na sua inauguração, a Orquestra ACT apresenta-se também ao vivo, numa pequena demonstração dos resultados de 2 anos de trabalho. Estamos muito orgulhosos de tocar num evento tão bonito!

JUDAS JUDAS JUDAS – no take away das Comédias

Judas, Judas, Judas

O filme que criámos com Carlos Lobo para a Queima de Judas deste ano, em Vila Nova de Cerveira, já está disponível no magnífico espaço online das Comédias do Minho, o Comédias Take Away!

Pensar a cidade

Na sequência do trabalho no âmbito do Descouroçar, para o Bairro C, estivemos na 2ª sessão do Ciclo de Conversas, submetido ao tema “Couros: um rio, um território e uma comunidade” a 15 maio, logo a seguir ao nosso concerto no Instituto de Design. Uma honra poder partilhar conversa e pensamento com Carlos Ribeiro e Ricardo Rodrigues (moderador).

Descouroçar – a performance

No âmbito do Bairro C da Câmara Municipal de Guimarães, a ondamarela criou, com o magnífico coro Jovens Cantores de Guimarães e habitantes de Couros, uma nova performance, pensada para ser apresentada dentro dos velhos tanques da Fraterna, em Guimarães. Infelizmente o clima não ajudou e o espectáculo teve de ser “realojado” no Instituto de Design, no dia 15 de Maio de 2021.
Fruto de uma residência artística que partiu do trabalho realizado no “DESCOUROÇAR” de 2020, voltou-se a perguntar “O que queremos para Couros?”. Mais do que respostas, o trabalho da Ondamarela foi um processo de questionamento constante. Trabalhando com residentes e futuros ocupantes deste território cruzam-se visões e opiniões, partilham-se histórias, convocam-se saberes.
O processo foi um enorme prazer e o resultado deixou-nos muito orgulhosos. Saímos todos da experiência mais ricos.
Obrigado!

DES·COU·RO·ÇAR * – A PERFORMANCE
(des- + couros + -ar)

verbo transitivo
1. Tirar o caroço ou a semente a Couros.
2. [Portugal: Minho] Deslindar; explicar Couros.
3. Contar Couros com minúcia.

Queima de Judas

A ondamarela, convidada para fazer a direcção artística da Queima de Judas de Vila Nova de Cerveira, neste ano de 2021 (depois de no ano passado o projecto ter sido interrompido pela pandemia) decidiu lançar-se num projecto muito arrojado.
Rodar, com a comunidade, um filme.
Realizado brilhantemente por Carlos Lobo, com direcção de fotografia de Miguel da Santa e cenografia e figurinos de Patrícia Costa, este foi um projecto emotivo, inspirador, intenso. Todos os obstáculos, dificuldades, constrangimentos sanitários e de tempo foram ultrapassados com uma alegria e um comprometimento tocantes, por parte de todos os envolvidos. Obrigado a todos os participantes pela energia e talento, obrigado Comédias do Minho pelo incrível desafio e pelo profissionalismo, obrigado Município de Vila Nova de Cerveira pela abertura à ideia e pela resistência cultural.

Aqui está:
Judas Judas Judas.

Mapear a Felicidade!

 

O blog das Periferias Centrais estreou hoje com uma entrevista com a ondamarela. Estamos muito felizes com a possibilidade de pensar, debater e criar estes espaços, com estas pessoas e estruturas maravilhosas.
E em breve há mais novidades, com um debate público com convidados de peso. Estejam atentos!

 

mais publicações