ondamarela

23 Milhas

Projeto desenvolvido para todas as edições do Festival Radio Faneca, em Ílhavo, desde 2014, a Bida Airada é formada por todos que desejam participar e desenvolve material musical específico para este território. Baseia-se todos os anos em temas diferentes, mas específicos, de Ílhavo (pesca, bacalhau, Vista Alegre, barra do farol) e todo o material apresentado é criado com os participantes. Actualmente a ondamarela desenvolve várias atividades em torno do projeto, em articulação com a mediação do 23 Milhas.

E como vai a Bida Airada?

Este ano a Bida Airada faz-se, para já, à distância. Mas estamos muito contentes com os resultados do trabalho deste grupo maravilhoso de pessoas. Temos trabalhado muito também a alimentar o site, que neste momento está muito divertido, aqui:
https://ocorreiodabidaairada.wordpress.com/

E as sessões zoom semanais, como têm corrido?

Assim:

Os Maiores Êxitos estão online!

Lembram-se do disco “Os Maiores Êxitos da Bida Airada”? Gravado em 2018 e acompanhado de um livro, foi um momento marcante deste projecto. O disco está agora disponível para audição no youtube do 23 Milhas. Esta é a playlist, com todos os temas.

Tem sido assim:

 

Esta primeira fase da Bida Airada tem sido feita a partir de casa de cada um. As conversas iniciais, as discussões acerca do que deveríamos trabalhar este ano, a criação do Roteiro de Exploração Doméstica, a criação do site, as entrevistas na Rádio 23 Milhas, a preparação das reuniões no Zoom, tem sido tudo um desbravar. São tempos de frenesi.

 

Mais informações no Correio da Bida Airada.

O Correio da Bida Airada

A equipa da Bida Airada 2020 tem trabalhado afincadamente para tentar desenvolver trabalho de criação colaborativa na actual conjuntura. Ontem lançámos a primeira parte do Roteiro de Exploração Doméstica, como ponto de partida para a nossa criação deste ano. Esta é a primeira parte de um objecto que a Bida Airada oferece ao mundo em quarentena. Se quiserem participar, sigam as inscrições e enviem-nos os vossos resultados.
Também abrimos novos canais de comunicação com os participantes, como o site O Correio da Bida Airada, o e-mail ocorreiodabidaairada@gmail.com e sessões semanais online, no zoom. Este site terá toda a informação, desafios e resultados referentes à Bida Airada, assim como a documentação deste trabalho, das experiências e reuniões, das dúvidas e conclusões.
Todo este trabalho cheira a algo novo, a começar do princípio, à excitação de explorar o desconhecido.
Para já, as inscrições já abriram, e essa é a notícia de hoje. Sigam-nos!

Bida Airada 2020 – o primeiro desafio

A Bida Airada é um projecto do 23 Milhas, em Ílhavo.

Há mais de 8 anos que a Orquestra da Bida Airada se junta para criar, desenvolver, ensaiar e apresentar um trabalho colaborativo, identitário, com a comunidade de Ílhavo. Já gravamos um disco, já escrevemos um livro, já fizemos tanto. Este ano, perante o constrangimento de não nos podermos juntar, abraçar, discutir olhos nos olhos as nossas ideias… não vamos deixar cair a Bida Airada.
Estamos a preparar esta edição com a nossa equipa artística, que tem o António Serginho e, pela primeira vez, a Susana Lage. Estamos, com a equipa do 23 Milhas, a preparar novas linhas de comunicação, de exploração e criação colaborativa, sempre em contacto com os potenciais participantes da Bida Airada. Fomos à Rádio 23 Milhas a semana passada e propusemos um pequeno desafio aos ouvintes. Que nos enviassem sons, imagens ou palavras representativas da sua quarentena. Hoje apresentamos de novo na rádio o resultado, feito a partir dos envios deste fim de semana. A música da família do Bernardo Gomes e da Catarina Gomes, as imagens e a palavra da Rita DF, aquela introdução é a partir da mensagem da Rosário Vieira, os passarinhos e as imagens da Ana Margarida Bastos, a ternura do texto e a foto da Mariana Barros e do seu avô, as fotos da Marta Tacão, da Vitória Teles e da Ana Sofia Duarte, o humor do João Mesquita Santiago e um excerto do poema do Pessoa, enviado pela Dulce Ferreira. E o momento mais intenso, aquelas fotos fortíssimas da Mafalda Oliveira. Esperamos que gostem!

Canção da Minha Bida – Banda dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo

Sábado passado também estivemos na sede da Banda de Ílhavo, para uma Canção da Minha Bida, o projecto que cria de raíz uma canção, em cada sessão.

Foi tão bom, obrigado a todos!

Bida Airada – Máquina dos Problemas

Na sequência da evolução do projecto Bida Airada, em Ílhavo, este ano criámos uma “Máquina dos Problemas”. Com a ajuda do colectivo Friendly Fire e da sua sonda LQFUB, dinamizámos, no sábado passado, uma sessão de levantamento, recolha, selecção e categorização de problemas com o colectivo Quinto Palco, de Ílhavo. Foi uma sessão densa mas divertida e poética. E contribuímos para a criação de um portefólio de assuntos a abordar nas próximas manifestações da Bida Airada.
Obrigado a todos!

 

 

Formação no MILHA

No MILHA – Festa da Música e dos Músicos de Ílhavo, coordenámos uma Formação em forma de Oficina de Criação. Ali partilhámos estratégias e exercícios de criação colaborativa, ouvimos muita música e criamos nova, todos juntos. Foi muito inspirador.
Obrigado ao Serginho pelo talento de sempre. E ao Peixe, com quem começámos esta aventura.

Não sabemos se já sabiam, mas é possível criar canções lançando notas que se unem para falar de roxo, calvície, roupa de…

Publicado por 23 Milhas – Ílhavo em Sexta-feira, 1 de novembro de 2019

Canção da Minha Bida – CODA

Este ano, uma das actividades regulares da Bida Airada é a “Canção da Minha Bida”. A proposta é estarmos com um grupo durante uma sessão apenas e, a partir da folha branca, criarmos uma canção.
Hoje estivemos com um grupo muito divertido de pais, alunos e professores da escola de música CODA, na Gafanha da Nazaré. E fizémos uma canção incrível, que ficará no portefólio a abordar nas próximas manifestações da Bida Airada.
Foi muito fixe, obrigado a todos.

Bida Airada 2019 – Instrumental

ler mais

No Festival Rádio Faneca deste ano, a Bida Airada apresentou-se três vezes, resultado das três residências artísticas desenvolvidas.

No domingo, foi a vez dos instrumentistas, coordenados por António Serginho, fazerem a sua apresentação, na Drogaria dos Vizinhos. Foi um êxito!

mais publicações