ondamarela

Pensamento

A ondamarela valoriza e exercita o pensamento acerca do seu trabalho, da sua visão cultural e das áreas em que os seus projectos se movem. Promove e participa em momentos de reflexão e debate acerca de Arte, Cultura, Território, Educação ou Comunidade.

Artigo da ondamarela

A ondamarela integra o grupo de pessoas e entidades que contribuem com artigos para o primeiro número da revista Guimarães C Visível.
Com o título “Sentimento de Nós”, o artigo aborda a mediação cultural e a nossa perspectiva acerca deste trabalho e acompanha fotos lindas dos nossos Pedro Sardinha, Sara Fernandes e Paulo Pimenta.

Pensar a cidade

Na sequência do trabalho no âmbito do Descouroçar, para o Bairro C, estivemos na 2ª sessão do Ciclo de Conversas, submetido ao tema “Couros: um rio, um território e uma comunidade” a 15 maio, logo a seguir ao nosso concerto no Instituto de Design. Uma honra poder partilhar conversa e pensamento com Carlos Ribeiro e Ricardo Rodrigues (moderador).

Mapear a Felicidade!

 

O blog das Periferias Centrais estreou hoje com uma entrevista com a ondamarela. Estamos muito felizes com a possibilidade de pensar, debater e criar estes espaços, com estas pessoas e estruturas maravilhosas.
E em breve há mais novidades, com um debate público com convidados de peso. Estejam atentos!

 

Periferias Centrais

Periferias Centrais é um grupo informal de trabalho que surgiu em 2018, com o objetivo de refletir e desmistificar os conceitos de “centro” e “periferia”, evidenciar a massa crítica que existe em cada lugar, partilhar ideias e métodos de trabalho, criar uma base de apoio entre colegas. Começámos, interrompemos, retomámos, persistimos e agora, juntos e mais do que no início, criamos um site. Porquê? Porque estamos empenhados em mapear a felicidade.
Se nos quiserem acompanhar, visitem-nos em periferiascentrais.net
É um enorme orgulho fazer parte deste grupo de pensamento e acção, tão oportuno e inspirador.

O que é ser Espectador? – Performance Conferência

Foi um prazer e uma honra participar neste evento da Colecção de Espectadores, da Raquel André. Ainda para mais acompanhados deste elenco de luxo. Obrigado pelo convite, pela simpatia e pela confiança.

28 de Novembro das 15h às 16h30
Performance-conferência Ana Borralho & João Galante
Conversa Ana Borralho & João Galante, Magda Henriques (Comédias do Minho) e Cláudia Sobral (Jornalista de Cultura)

29 de Novembro das 15h às 16h30
Performance-conferência ondamarela
Conversa Maria Vlachou (Acesso Cultura) e Alexandra Patuleia (Grupo Visionários/ArtemRede)

Cultura: Serviço Essencial

No próximo dia 8 de Junho teremos a honra de estar com Hugo Cruz (criador e programador cultural), Madalena Victorino e Giacomo Scalisi (Directores Artísticos do Lavrar o Mar), Márcio Laranjeira (Lovers&Lollypops) e Vera Mantero (bailarina e coreógrafa, O Rumo do Fumo) no Debate “Cultura: serviço essencial” promovido pela Acesso Cultura.

 

O programa “Cultura para Todos”, que visa a inclusão social através da cultura, deixou de ser prioritário. Verbas que não foram ainda comprometidas (algumas simplesmente porque não foram ainda assinados os contratos) serão alocadas a medidas de mitigação dos efeitos directos da pandemia – por exemplo, a aquisição e produção de equipamentos de saúde e bens de protecção. Uma nova linha de financiamento, “Programação Cultural em Rede”, privilegia programação cultural com potencial para alavancar o turismo e permite uma diferente abordagem – mais abrangente em termos de públicos.

Estes esclarecimentos por parte de vários agentes governamentais provocaram um debate aceso por várias razões: pela visão que se tem da Cultura e do seu papel na sociedade; pelo entendimento que se tem da cultura democrática; pelo menosprezo que parecem manifestar em relação ao trabalho com pessoas habitualmente excluídas da vida em sociedade em geral, e da participação cultural em especial; pela hierarquização dos serviços considerados essenciais para os cidadãos, onde, por exemplo, a Saúde é mais essencial que a Cultura.

E é. Dito isto, durante o estado de emergência, e agora de calamidade, a maioria dos portugueses recorre mais aos serviços de Cultura do que (felizmente) aos serviços de Saúde. Uma coisa é tão essencial como a outra.

Porque os temas associados a este assunto são muitos, neste debate (que pode ser o primeiro de muitos) gostaríamos de nos concentrar num aspecto específico. Partindo do pressuposto que a Cultura é um bem essencial, de que forma é encarada pelos profissionais do sector e pelas tutelas? Qual a linguagem que usam para se posicionarem em relação a este facto? Como se sentem enquadrados nas lógicas económicas e sociais do país? Um bem essencial necessita de “apoios” ou de investimento? Um bem essencial é servido por profissionais que recebem honorários ou por aficionados que recebem caridade? O apoio/investimento visa sustentar os profissionais do sector ou garantir o direito de acesso de todos os cidadãos à fruição e criação cultural?

Debate online: link de acesso

A Comunidade reúne-se…


A propósito do projecto que subiu a palco ontem em Famalicão, o jornal Público reflectiu acerca destes trabalhos, das suas razões e consequências.

É bom saber que a imprensa ainda se debruça sobre temas que realmente fazem diferença para as comunidades.

Obrigado a todos os participantes!

Obrigado Município de Famalicão, Freguesias de Bairro, Novais, Ruivães, Carreira, Bente e Delães.

Obrigado Jornal Público!

Prémio Acesso Cultura 2019

ler mais

A ondamarela foi distinguida com o prémio Acesso Cultura 2019 – Acessso Social e Intelectual!

É uma honra imensa para nós recebermos este reconhecimento e incentivo, de tão inspiradora entidade. Muito obrigado a todos os que nos convidam a desenvolver trabalho, muito obrigado a todos os que nele participam, obrigado a quem assim nos premeia.

Talk na FNAC – Guimarães

“Música e Pessoas Surdas: Uma relação possível”

é o nome da talk do próximo sábado, numa parceria Acesso Cultura e Fnac Guimarães para a qual fomos convidados. Apareçam!

Sentimento de Nós – oficina no Douro Creative Hub

No próximo dia 26 de Janeiro, sábado, vamos estar na Universidade de Trás os Montes e Alto Douro para uma oficina integrada no Douro Creative Hub. Inscrições aqui!

mais publicações