ondamarela

Venha 2023!

2022 foi um ano intenso. Muito intenso.
Criámos ESTA MÁQUINA CERCA O ÓDIO E FORÇA-O A RENDER-SE e fizemos acontecer em Sever do Vouga e Ovar.

Voltámos à ilha de S. Miguel e ao já (nosso) TREMOR para trabalharmos com a ASISM e com o Coral de S. José num processo muito bonito e íntimo.
Com a família OOF criámos o MEIO CAMINHO, para o Município de Guimarães. Também em Guimarães, fizemos a PAISAGEM INVISÍVEL, para o programa 7Bairros Culturais.

No Município de Famalicão estivemos com o Tim Steiner no atelier de criação colaborativa, concebemos a performance de comunidade para a QUEIMA DO GALHEIRO e desenvolvemos a performance TUDO MUDA, criada com as comunidades de Avidos, Seide S. Paio, Seide S. Miguel, Lagoa, Landim. Voltámos meses mais tarde para o RESTO É RUÍDO, apresentado em Novembro. Tudo processos lindos e intensos; Famalicão é cada vez mais um território de experiências de comunidade muito bonitas.

Voltámos a S. Miguel para preparar a participação do SOM SIM ZERO no Rock in Rio, a convite da Fundação Galp. De novo com a ASISM e com a Escola de Música de Rabo Peixe, foi tudo tão bonito, que nem há muitas palavras.

Para a CIM – Viseu Dão Lafões criámos o SETE E SETE, dirigido pelo Tim Steiner, com comunidades dos 14 municípios da região.
Estivemos com a Opium na Sala Estúdio Perpétuo a fazer as oficinas CANÇÕES DO BAIRRO e formamos monitores para o MUSEUZER0, criando uma nova oficina e testando-a em escolas do Algarve. Um projecto épico foi o FOLIA, com os Galandum Galundaina, para os Municípios de Vinhais, Macedo de Cavaleiros e Miranda do Douro. Tanta gente envolvida, tanto trabalho bonito, tantos abraços bons, tanta música.

Para o Município de Braga trabalhámos com a Need Cooperativa, com o Grupo de Teatro Planalto e com a Banda Musical de Cabreiros no desenho e apresentação do ESFERA – Desistimos ou Continuamos, no Mosteiro de Tibães. Ainda em Braga, para o Circuito, criámos com o Pedro Lima o Acusticidade, em S. Paio de Merelim.

A Ana​, o Ricardo​ e a Sara​ agradecem a todos os artistas, a todas as instituições, a todas as comunidades que fazem a a ondamarela connosco.

MUITO OBRIGADO.

Venha 2023!

 

30 de Dezembro de 2022